© by ICTYS. Entre em contato clicando aqui:

Curso de Magia Branca - 10: O Dogma de Thot

  Alegra-te!   Sinta-se feliz, ó Alma Predestinada!

 

O que vais saber agora é o Segredo dos Segredos, o Mistério de Cristo, conforme me foi mostrado por THOT, Grande Sacerdote do Templo de Osíris, para aqueles a quem ele envia, do Alto de Sua dignidade sacerdotal  de Grande Hierofante, bênçãos e votos de paz e progresso na Senda.

 

Somente uns poucos foram achados dignos desse conhecimento, portanto, não o vulgarizes.  Nada vais jurar ou prometer, apenas SABER que é um Grande Arcano da Magia Branca, e por isso deve ser protegido por todos que o conheçam e entendam. Logo perceberás porque.

 

O  DOGMA  (ou o Discurso de Thot) - Introdução

 

Antes que qualquer coisa fosse criada, antes da Manifestação, tudo existia no Antes de Tudo, o Motor Imóvel, o Deus Incriado, EL, na Sua forma substancial de AYIN-SOPH-AUR.

 

Nessa Tríade Superna, acima de tudo que pode ser pensado ou imaginado ( e não se deve querer conhecer nada além ), pois nossas categorias mentais são estreitas para conter a Verdade sobre Aquele que se oculta nas Sombras de Sua Própria Luz,  havia o que nossa mente intelectual conhece apenas com os nomes de SABEDORIA-PODER-BONDADE,  ou  LUZ-VIDA-AMOR.  Contudo, nossos corações, ponte de contato com Ele, feito para Ele, intuindo que somente n’Ele encontrará repouso, dirige seu afeto todo para Ele.  Sim, sonde o teu coração, e verás que, apesar de amarmos várias criaturas que nos parecem desejáveis e amáveis, NÓS AMAMOS MESMO É O AMOR!   

 

(Aqui, faça uma pausa e reflita).

 

E é por isso que nosso afeto dança borboleteando de uma para outra flor, e quando nos desenganamos devido a um sentimento frustrado por uma criatura  qualquer, logo, logo, nos recuperamos daquele desengano e ENCONTRAMOS OUTRO ALGUÉM PARA AMAR...

 

Porque o Amor plantado nos nossos corações pela Tríade Suprema É, EXISTE e PERSISTE, até que nós sejamos totalmente imersos n’Ele.

 

 

DESENVOLVIMENTO (o que se pode saber de EL)

 

Sendo perfeita em Si Mesma, a Tríade Superior TEM DE SER IMÓVEL, isto é, NÃO PODE SOFRER MUDANÇA, porque toda mudança ou aperfeiçoa o ser ou o piora.  Então, o SER PERFEITO, Deus Incriado e Imortal, nem pode ser mais perfeito do que é (ou não seria Deus), nem pode deixar de ter as máximas perfeições, todas exigíveis para Sua condição;  assim, vemos que é necessário conceber a Tríade como o Primeiro Movente Imóvel, no sentido que d’Ele procede todo impulso para o movimento, sem que, contudo Ele próprio se mova ou mude de estado.

 

Decorre daí, também, que tudo que ocorra em EL  sempre ocorreu e sempre ocorrerá, razão pela qual dizemos que é IMÓVEL, isto é, SEM MUDANÇA.  Assim, por exemplo, se dizemos, impropriamente que EL Cria, queremos com isto significar QUE ELE SEMPRE E DESDE O PRINCÍPIO CRIA; se dizemos que EL Ama, afirmamos que sempre e desde a eternidade Ele ama, e assim por diante.

                                                

EL  AMA

 

A essência de EL é AMOR, um amor louco, apaixonado, capaz de tudo fazer pelo que Ele ama.       

 

E o que é que EL Ama?

 

Primeiramente, Ele Mesmo, na Unidade da Sua Essência e na Trindade das Suas Pessoas .  Assim sendo, a 1ª Pessoa ama a 2ª e a 3ª, infinitamente.  A 2ª pessoa, ama a 1ª e a 3ª, apaixonadamente; e a 3ª, ama a 2ª e a 1ª desmedidamente. Elas são separáveis, para nosso entendimento, em FUNÇÕES que exercem : o Ayin-Pai (ABBA), SEMELHA A NOSSA MEMÓRIA, pois tudo que existiu, existe ou existirá, mesmo como sendo mera possibilidade, ESTÁ NELE.  O Soph-Filho ( YIOS ),  equivale à NOSSA INTELIGÊNCIA, a qual pesquisa na memória os dados com os quais trabalha, e por isso A MEMÓRIA DO PAI NADA PODE OCULTAR DO FILHO E O FILHO POSSUI TODOS OS DADOS QUE  O PAI  CONTÉM.  Isso confere a ambos uma igualdade que não podemos conceber claramente, já que são iguais, como foi dito, essencialmente, contendo substancialmente o mesmo, diferenciando-se apenas PELA FUNÇÃO QUE EXERCEM DENTRO DO SEU PRÓPRIO DINAMISMO.Finalmente, O Aur-Luz ( RUAH -ESPÍRITO, SÔPRO),  que equivale AO NOSSO DESEJO OU PAIXÃO, que nos atrai irresistivelmente para o ser-objeto amado.  

 

Segundo, TUDO QUE ELE CRIA.  E ISSO INCLUI NÓS!

 

Por essa noção inicial, que é tudo que se pode, segundo a Tradição dos Povos Antigos, ou Cabala, saber de EL, vê-se o quanto EL é diferente de Javeh : Javeh quer ser conhecido e obedecido;  Seu principal presente para nós é a TORAH, a LEI;  EL quer ser AMADO e quer que nós permitamos que ELE NOS AME!  Ele nos deu de presente TODO O SEU AMOR consubstanciado pela Encarnação, Paixão e Ressurreição de Seu amado Filho, Jesus Cristo.

 

Por isso o Decálogo de Moisés, referindo-se a EL, diz :

 

“Shemah, Ishwarael :  Adonai Eloinou, Adonai Ekad”. 

“Ouça, ó povo de Israel : o Senhor EL é nosso Deus. O Senhor EL é O ÚNICO DEUS”.

 

E continua, “Amarás o Senhor EL, teu Deus, de todo  o teu CORAÇÃO, com todas as tuas FORÇAS, e com todo o teu ENTENDIMENTO”.

                                                 

EL  É  CRIADOR   

 

 

 

 

Please reload

Destaques

Aula em vídeo 34: a criação do mal x a misericórdia

31/10/2019

1/10
Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Archive