© by ICTYS. Entre em contato clicando aqui:

Curso de Magia Branca - 1: BAPHOMET

Prometi, em tempo anterior, deslindar TUDO sobre o ícone templário, tão em voga no nosso mundo atualmente, quando se tornou moda -  de um lado -  rotular tudo que não se conhece de diabólico, e de outro, expor a  Tradição Oculta ao público com sei lá qual intenção.

 

O desafio foi posto.  Em e-mail, um amigo rapassa um e-mail de um estudioso de esoterismo, o qual tem a intenção de desvelar o significado do famoso “ídolo templário”, Baphomet.

 

Adoro desafios. E nesse caso o que mais instiga a minha vontade  e minha inteligência é o fato de o  ícone em questão ter levado os Cavaleiros Templários à fogueira da Inquisição. A “Santa” Inquisição é um fato histórico muito controvertido: erro imperdoável da Igreja Católica para uns, prova da supina ignorância do clero para outros, e instrumento de poder para manter o “status quo” do Sistema Feudal.  Há quem defenda a inquisição (não seus métodos). Lea, historiador imparcial, afirma que “- Para aqueles tempos de brutalidade e ignorância, onde só a força era respeitada; quando os costumes bárbaros traziam ao diário convívio o Direito Consuetudinário das tribos bárbaras e aplicava nos julgamentos soluções como o “Juízo de Deus” e o duelo para fazer a Justiça, a Inquisição, diz, foi um grande avanço”.  As “heresias”, vistas hoje como um fator demonstrativo da liberdade de pensamento, na época, devido à estrutura do Estado Teocrático, eram vistas como “subversão política” e risco para a paz pública. O Catarismo, por exemplo, pregava a extinção do matrimônio (celibato absoluto) e a obediência baseada nos carismas apresentados por pessoas da comunidade (liderança democrática), coisa IMPENSÁVEL na época.

 

“A seita cátara, conhecida como Albigense, recrutava os nobres e burgueses para destruir a ordem social feudal; Raimundo VII, Conde de Toulouse, os Viscondes de Besier, os Condes de Bearn, d' Armagnac, de Foix e de Cominges enviaram denúncias ao Papa com provas de que o movimento visava a aristocracia e a burguesia, para, por esta via, deteriorar a ordem social. Não era uma religião, era uma política”

 “O Papa Alexandre , enviou a Toulouse quatro Bispos e um Cardeal, além de missionários. Eugênio III viu-se ameaçado de morte várias vezes pelos cátaros. Finalmente, a 8 de janeiro de 1208, o Legado Pontifício foi assassinado pelo escudeiro do conde de Toulouse, que aderira à seita. Entretanto, há autores que afirmam, ainda, ser o catarismo uma seita pacifista”.

"Devemos confessar que se o catarismo houvesse dominado ou mesmo emparelhado com o catolicismo, as conseqüências seriam desastrosas” " (Lea, História da Inquisição, pg. 219 - o Autor é anti-católico).

A Lei Medieval, derivada da romana, condenava todos os relapsos à fogueira. Não foi portanto, a Inquisição quem inventou a fogueira. Diz o criminalista Du Bois: "Esta pena nos parece bárbara hoje, porém, no século XIII não era vista assim".

A tortura, o ordálio e o Julgamento de Deus foram combatidos por vários Papas que condenavam estes costumes herdados dos bárbaros. Assim, Nicolau I e Estêvão , em 866 e 890, respectivamente, como nos relata Baronius nos seus "anales". Não era coisa fácil civilizar os povos bárbaros romanizados.

Cada cultura deve ser analisada e julgada à luz  de sua época, sob pena de se cometerem graves injustiças: O julgamento de Sócrates, por exemplo, não causou o menor impacto  na sua época, a não ser para os alunos do mestre ateniense.  Porém, visto hoje  por olhos críticos, foi uma imperdoável falha do Areópago ateniense.

 

Mas voltemos ao nosso assunto.

 

As figuras mistas são muito antigas, apresentando a iconografia histórica, exemplos na antiga Assíria e Suméria. Tinham um caráter sacro e oculto. Só os Iniciados sabiam o que significavam exatamente. 

 

Na Caldéia foram imaginados com cabeça de ave :

Concepção rejeitada pelos assírios, que lhe emprestaram uma cabeça humana :

E assim passou o Karibu ou Kerub  para a iconografia dos povos orientais, substituindo a figura humana do guardião da Árvore da Vida:

Compare as figuras da última imagem com esta que vem abaixo: as figuras que colhem a substância da Árvore da Vida são perfeitamente simétricas. Em um ícone, estão representadas como figuras totalmente humanas (acima), no outro(abaixo), são figuras mistas :

Este é o início de uma longa série de figuras mistas, as quais serão a síntese do Mistério em quase todas as civilizações e culturas antigas.

 

No   Egito:

Na Pérsia :

Na Assíria :

Na Arábia :

E  por outros países do mundo.

 

 

COMO FOI CONSTRUÍDA A IMAGEM DE BAPHOMET

 

Há cerca de 2600 anos, os povos semitas da Mesopotâmia, da Siro-Fenícia e de Canaã retomaram a imagem do Guardião acádico de cabeça de ave (já apresentado acima), daí evoluindo para deuses e demônios. Exemplos disso são as imagens de Dagon, o deus filisteu de cabeça de peixe e a representação de Moloch; o Egito é uma terra fértil em divindades e demônios de corpo humano e cabeça animal: Thot, com cabeça de íbis, Anúbis, com cabeça de chacal, Hathor, com cabeça de vaca etc etc.

 

Se do Egito passarmos à Grécia, não encontraremos um único deus com cabeça animal, porém, estaremos bem providos de seres extraordinários com a metade superior do corpo humana e a metade inferior animal: são os centauros, os sátiros (para nós os mais importantes), a medusa e o minotauro.

 

DIZ A LENDA QUE UM CENTAURO, QUÍRON, TERIA SIDO O MESTRE E TREINADOR DE HÉRCULES.

 

SEGUNDO A MITOLOGIA GREGA, O DEUS DA ORGIA E DO VINHO, DIONISO OU DIONÍSIO, FAZIA-SE ACOMPANHAR DE UM CORTEJO DE SÁTIROS E BACANTES  NAS SUAS VIAGENS PELO MUNDO DOS HOMENS.

 

AS CIDADES GREGAS QUE CULTUAVAM ESSA DIVINDADE (DIONISO), ORNAMENTAVAM UM BODE (SÍMBOLO DO DEUS, QUE PROTEGIA O COITO E A FERTILIDADE FEMININA E DOS CAMPOS E REBANHOS). HOMENS E MULHERES, CUJO LÍDER ERA PAN, SEGUIAM O ANIMAL ATÉ QUE CHEGAVAM A UM BOSQUE PREVIAMENTE  PREPARADO PARA A FESTA, COM VINHOS E MANJARES. AÍ, INICIAVAM UMA ORGIA QUE DURAVA DIAS E NOITES SEGUIDOS. O BODE, SÍMBOLO  DO SÁTIRO, REPRESENTAVA A FORÇA SEXUAL, E POR EXTENSÃO,  A GERAÇÃO. SÃO COMUNS AS REPRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS DE UM SÁTIRO RAPTANDO UMA JOVEM PARA POSSUÍ-LA

 

CHEGA-SE, FACILMENTE, À CONCLUSÃO QUE, SENDO A FIGURA REPRESENTATIVA DO SÁTIRO, O BODE REPRESENTA SEU PODER DE INCENDIAR OS CORAÇÕES HUMANOS E PREDISPÔ-LOS  PARA O  COITO.

 

POR ISTO É  DITO  QUE  “SIMBOLIZA  O FOGO”.  FOGO ENTENDIDO AQUI COMO A FORÇA SEXUAL. SENDO ESSA FORÇA A QUE PRODUZ MAIS FACILMENTE  A MAIOR QUANTIDADE DE ENERGIA DE QUE PRECISAMOS, O OCULTISMO DESENVOLVEU UM  CAPÍTULO SOBRE A APLICAÇÃO DA ENERGIA  SEXUAL.

 

NA OPERAÇÕES MÁGICAS  CHAMA-SE  “MAGIA SEXUAL”,  E  SEUS ESPECIALISTAS USAM A FIGURA DO BODE  PARA REPRESENTÁ-LA.

CREMOS  QUE  DEMOS  A CHAVE  DA COMPREENSÃO DA FIGURA DE BAPHOMET.

 

 

 

Parecidos, não são ?

               

Em 14/08/11, Marlanfe.

 

 

Please reload

Destaques

Aula em vídeo 34: a criação do mal x a misericórdia

31/10/2019

1/10
Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Archive